quarta-feira, 9 de abril de 2008

Cenas de sampa.


Só rindo, e muito.
São Paulo é assim, uma surprêsa, uma novidade, uma cena, uma imagem a cada esquina, a cada canto, nos lugares mais inusitados, nos horários mais loucos; gosto muito de fazer caminhadas, andar sem rumo, deixar a vida me levar e ao mesmo tempo gosto muito de observar os acontecimento, as pessoôas, os lugares; moro na região central da cidade, onde têm de tudo, todo tipo de gente, uma aglomeração de pessôas por toda parte, e então dá para se imaginar o que pode acontecer. Há mais ou menos uns quinze dias que têm chovido muito, um tempo meio frio, um clima bem típico de nossa cidade, um frio para não se andar pelado por ai. No domindo, dia 30 de março último estava de folga do meu serviço, final de tarde, fui até um mercado próximo de casa para comprar pão quente e frios, quando ao sair do mesmo, vi vindo na minha direçao uma mulher loira, uns 30 anos, muito bonita, quase pelada, só de sutiã e calcinha, uma calcinha que por trás era uma tira como esta da foto que ilustra este comentário, e pasmen, a parte traseira da moça era imensa, quase igual a foto, e ela toda na ginga só sorria ao vê que as pessôas todas olhavam, comentavam, diziam coisas variadas, teciam comentários de todo tipo, tudo muito hilário, mais teve um frase de uma senhora que estava próximo a mim que me chamou a atençao; ela olhava, pensava, olhava, sorria e veio com a fala para minha direção: ¨gostaria de saber que calor de sapo esta moça está sentindo, pois o tempo está frio¨, e foi ai que finalizei a cena falando ¨e sapo não pula por esporte e sim por necessidade¨. Assim é são paulo, atos e fatos por todos os lados.
Beijos
Fernando.

Um comentário:

Edilton Araújo disse...

Então! Um estilo de texto que nos leva pela leitura, crônica que nos descortina a realida bela ou triste, mas as grandes cidades são assim; feitas de contrastes: momentos nos deparamos com o lado cômico, às vezes de supresa com muita beleza, outras vezes com a insanidade e a corrupção. Podemos ver cada um desses lados no texto.
Mas, isso ainda não é o principal do comentário.Quem escre; escreve para que leiam e seu texto chegou rápido nas alterosas.

Aproveita o meu endereço de email para amiudar o contato.

Um abraço

Edilton